3 dicas para transportar seu pet com segurança durante uma viagem

Apenas quem já teve ou tem um animal de estimação sabe como ele é importante para o nosso bem-estar. No entanto, alguns momentos são delicados, como os dias de viagem. Isso se deve à impossibilidade de deixar o animalzinho com alguém de confiança. Mas não se preocupe! É perfeitamente possível transportar seu pet com segurança.

Para isso, você só precisa se atentar a alguns detalhes. Pensando nisso, nós apresentaremos 3 dicas muito importantes na hora de viajar com seu pet. Confira!

1. Deixe o pet ambientado com o carro
Antes de percorrer longos trajetos com o pet no carro, o ideal é que ele já esteja acostumado a passear dentro do veículo. Esse cuidado é fundamental para que o animal se sinta seguro. Evite qualquer tipo de surpresa.

Caso o seu pet nunca tenha entrado no carro, leve-o para algum parque antes da viagem. Você pode até dar algumas voltas com ele dentro do veículo. O importante é deixá-lo à vontade com relação à nova situação. Assim, ele poderá viajar com você tranquilamente.

2. Faça um check-up no veterinário
Se estamos falando em transportar seu pet com segurança, nós também precisamos falar a respeito da saúde dele. Por isso, você sempre deve levá-lo ao veterinário antes de qualquer viagem.

O veterinário também é o profissional mais indicado para repassar algumas orientações. Ele pode apontar quais serão as doenças às quais o seu pet estará exposto naquele destino.

Além disso, o veterinário também pode repassar algumas dicas quanto à prevenção de pulgas e outras pragas que tanto incomodam os animais.

Não raro, os animais podem se sentir enjoados durante algumas viagens. Diante disso, é necessário viajar com remédios que diminuam essas sensações desagradáveis.

3. Mantenha o pet em um cinto de segurança ou em compartimentos apropriados
Existem cintos de segurança específicos para transportar cachorros. Esse item não deve ser menosprezado, pois ele mantém o pet seguro durante as manobras mais arrojadas do veículo.

Não é aconselhável levar o animal solto dentro do carro. Por mais inteligente que ele seja, muitas ações são irracionais, como pular pela janela.

Os movimentos dos gatos são ainda mais imprevisíveis, o que faz com que os donos tenham o dobro de cuidado. O ideal é transportá-los em uma daquelas caixas, desenvolvidas especialmente para as viagens.

Conforme o porte, os cachorros também podem ser acomodados nesses compartimentos. Neste ponto, o importante é se atentar ao conforto do pet. Em outras palavras: jamais o deixe em uma caixa muito pequena. O espaço exigido pela caixa transportadora deve ser priorizado em relação às bagagens que sejam levadas no bando de trás.

Além disso, lembre-se de efetuar algumas paradas ao longo do percurso. Você pode interromper a viagem em intervalos de 2 horas aproximadamente.

Ao parar o carro, permita que o pet saia e caminhe um pouco. Nestas horas, provavelmente ele esticará as patas e se espreguiçará. É igualmente natural que o pet sinta sede, mas evite o consumo exagerado de água, pois isso pode causar enjoo.

Com todas essas dicas básicas, você já está pronto para transportar seu pet com segurança. Desse modo, a viagem será tranquila e extremamente prazerosa!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário

Recent posts

Featured articles