Veganismo: esse conceito pode ser aplicado na alimentação dos pets?

veganismo esse conceito pode ser aplicado na alimentacao dos pets

O veganismo é um estilo de vida que tem se popularizado em todo o mundo. Considerado uma postura moral contra o consumo de produtos de origem animal, ele se organiza hoje como movimento sócio-político também. Suas motivações são a sustentabilidade e o combate à exploração animal.

Veganos defendem que os animais são dotados de emoção, logo, tratá-los como produtos representa uma grande crueldade. É parte de sua filosofia inclusive a crença de que o ser humano não é melhor ou pior do que qualquer outra espécie que habita o planeta.

Devido ao forte aspecto ético do movimento muitos adeptos cogitam estender a dieta vegana para os seus animais. Segundo estudo da University of Guelph 35% dos donos de cães e gatos cogitam esta opção. A dúvida que surge então é: esse conceito pode ser aplicado na alimentação dos pets? Descubra a seguir!

Veganismo para animais de estimação: o que dizem os veterinários

Devemos considerar, em primeiro lugar, que o mais importante na dieta animal são os nutrientes. A saúde e bem-estar dos bichinhos, portanto, não depende tanto dos ingredientes da alimentação. É por isto que muitos especialistas afirmam que uma dieta vegetariana balanceada é possível – mas não para todos os animais.

A RSPCA (Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals) lembra que os gatos, por exemplo, são estritamente carnívoros. Os aminoácidos essenciais e nutrientes de que necessitam – taurina, vitamina A e ácido araquidônico – só existem nas carnes. Inclusive a natureza carnívora dos felinos pode ser percebida no seu instinto predatório de caçar pequenos animais mesmo quando alimentados.

Já os cães são outra história. A Associação Brasileira de Hospitais Veterinários (ABHV) informa que os caninos são onívoros, assim como os humanos. Por comerem uma grande variedade de alimentos eles estão mais aptos para se adaptar a uma dieta vegana. Não obstante, isto só deve ser feito com acompanhamento veterinário ou de um nutrólogo animal.

O que diz a ciência

Muito embora para os cães seja possível uma dieta vegana é preciso ter cuidado. Afinal, não existem estudos científicos que apontem os efeitos desta alimentação à longo prazo. Consequentemente, não se sabe ao certo como a saúde e expectativa de vida do bichinho serão impactadas.

É por isto que tutores que aplicam o veganismo na alimentação de cães devem realizar exames periódicos no companheiro peludo. A avaliação de rotina dos veterinários garante que não ocorra nenhuma carência de nutrientes que prejudique o canino. É preciso, em resumo, cuidado e bom-senso.

O mais importante é admitir também que a filosofia vegana é uma escolha do tutor. O pet não possui esta capacidade ou opção de escolha. Mesmo quando a adaptação é possível, como no caso dos cães, é reconhecido que eles preferem a dieta com proteína.

Resumindo

Vimos que a dieta vegana não é adequada para gatos, que são obrigatoriamente carnívoros. Já para os cães é possível ocorrer a adaptação, porque eles são onívoros. Ainda assim, é fundamental o acompanhamento especializado para não prejudicar a saúde do seu companheiro.

Como a ciência ainda não possui estudos sobre os impactos do veganismo na dieta animal, é preciso ressalvas quanto à sua adoção. Lembre-se que o seu papel de tutor é garantir a saúde do cão ou gato!

Quer tirar outras dúvidas sobre animais de estimação? É só acessar o nosso site ou baixar o app! Você encontrará dicas, promoções e serviços especiais para o seu pet!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Recent posts

Featured articles