Fogos de artificio X pets: como tornar essa relação mais tranquila?

Fim de ano é uma época na qual acontecem várias festas e, muitas delas, têm cerimônias com fogos de artifício. Apesar da beleza e da tradição deste tipo de prática, um problema sempre aparece: a forma como os animais sofrem com isso.

É de conhecimento geral que os pets costumam sofrer bastante nestes momentos. Os barulhos assustam e deixam eles bastante nervosos. Não é raro que alguns até passem mal por conta disso, o que sempre é um risco para a saúde dos bichinhos.

Por isso, vale a pena acompanhar algumas dicas para tentar fazer com que tenham o menor impacto possível, tornando a situação mais tranquila.

Deixe o pet em situação de conforto

Uma das maneiras de minimizar o problema e mostrar ao pet que não há nada de perigoso é mantê-lo em um local no qual ele se sinta confortável. Um dos erros que podem ser cometidos neste momento é tentar prender os animais, ou colocá-los em cômodos nos quais não costuma ficar.

Porém, este tipo de ação pode piorar a situação, porque só aumenta a insegurança e sensação de risco. Por isso, para que o processo seja o mais tranquilo possível, mantenha o bichinho em um lugar ao qual ele esteja acostumado e confortável. Mesmo que tenha medo, ao menos o pet estará em um ambiente acolhedor, seja qual for.

Se o animal gosta de carinho e de ficar no colo, também pode ser efetivo, se possível, pegá-lo no momento que o barulho estiver alto. Os afagos e sensação de segurança podem fazê-lo esquecer ou, pelo menos, relevar mais os sons e a sensação de perigo.

Procure diminuir os impactos dos barulhos

O ideal é deixar os animais em espaços nos quais os barulhos sejam menos fortes, sempre que for possível. Obviamente, como foi dito no anteriormente, não se pode tirar o bicho do conforto, pois isso só piora. Mas se ele estiver acostumado a ambientes mais fechados, esta pode ser uma opção de diminuição do impacto.
Usar protetores de ouvido, ou colocar algum algodão no ouvido dos pets é uma opção citada com certa frequência e pode ser usada. Porém, a eficiência pode ser reduzida se o bichinho não se acostumar ao artefato, retirando do corpo ou ficando ainda mais incomodado.

Busque acostumar o pet à situação de barulho

Uma outra forma de diminuir o impacto e deixar a situação mais tranquila é fazer com que o bichinho já esteja acostumado a situações de barulho. Neste caso, o trabalho é a longo prazo, mas pode ser uma solução.

Desde filhote, é possível treinar o pet, criando momentos de barulho, mas indicando a ele que isso é normal e não representa riscos. Mostrando ao bichinho que os ruídos acontecem, mas a vida segue normalmente, com brincadeiras e até oferecimento de comida, é possível que ele se sinta menos amedrontado quando de fato vierem os fogos de artifício.

Estas são algumas das dicas para tornar a situação mais tranquila para o animal de estimação nos momentos de barulhos fortes causados pelos fogos de artifício. Também é importante manter a atenção no bichinho, percebendo se ele pode estar sofrendo algum problema mais sério por conta do nervosismo e do medo.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre os pets? Não perca tempo e baixe nosso app, no qual poderá acompanhar todos os nossos serviços e produtos!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário

Recent posts

Featured articles