Dezembro Verde, mês de conscientização contra o abandono e maus tratos aos pets

a special and serene moment as a girl is lovingly hugging her German Shepherd Dog, silhouetted against the sunsetting sky

Além de ser o mês das festas de final de ano, Natal e muitas confraternizações e comilança sem fim, em dezembro também crescem os casos de abandono e maus-tratos aos animais, infelizmente. Por isso, ele foi escolhido para ser o mês de conscientização contra o abandono dos pets, o Dezembro Verde.

Maus tratos são, tecnicamente falando, ações variadas, diretas ou indiretas, que se caracterizam como agressão, abuso ou negligência, colocando em risco a saúde ou até mesmo a vida do animal.

Ou seja, são considerados maus tratos tanto uma ação agressiva, como chutar, bater ou agredir intencionalmente de qualquer forma um bichinho, como a negligência, faltando, ao animal, alimento, água, abrigo ou quaisquer outros cuidados – casos menos óbvios e mais difíceis de serem observados, mas também perigosos.

Dentre as razões mais comuns do abandono, inclui-se uma inusitada: a pandemia. Por conta do COVID, algumas pessoas ficaram assustadas, tanto com as consequências econômicas, como, com a desinformação, com medo de os animais, de alguma forma, transmitirem o vírus. O que já era uma situação ruim, ficou ainda pior.

Além disso, os tutores que dão seus animais para outras pessoas ou abrigos tendem a relatar problemas comportamentais, como destruição de objetos ou latidos excessivos, e alguns outros comuns, como micção em locais inadequados.

Essas situações podem ser revertidas, inclusive com o auxílio dos profissionais veterinários e adestradores. A conscientização dos tutores também depende do conhecimento e boa vontade desses profissionais, orientando, por exemplo, nas consultas de rotina, sobre algumas práticas, leituras e até mesmo outros profissionais, quando for o caso.

Lembrando que essa situação é desoladora para os animais, pois, além de ficarem desamparados, e, provavelmente, sofrerem privações, eles também sentirão pelo afastamento das pessoas com quem já criaram laços, sendo uma situação duplamente ruim para os bichinhos.

Os veterinários têm um papel chave nestas questões, pois, além de cuidarem da saúde física dos animais, podem orientar os tutores, que, muitas vezes não sabem que estão fazendo algo errado, sobre como cuidar adequadamente dos seus pets – já que o tutor pode estar sendo negligente sem mesmo saber.

Vale destacar que os maus tratos e o abandono de animais (de qualquer espécie) não são só atitudes cruéis, como crimes, de acordo com a Lei de Crimes Ambientais – cujas penas de crimes de maus tratos foram aumentadas quando relacionadas a cães e gatos.

Faça a sua parte, cuide bem dos seus pets, pergunte aos profissionais da área quando tiver qualquer dúvida da melhor atitude a tomar, esteja atento e, caso veja alguma situação de abandono ou maus tratos, denuncie, ao Ibama (telefone: 0800 061 8080), Disque Ambiente (telefone: 0800 7041995), Disque Denúncia (telefone: 181), Polícia Militar (telefone: 190) ou Delegacia de Crimes Contra Animais (0800 61 8080).

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário

Recent posts

Featured articles