Problemas de pele: saiba como eles atingem a saúde dos pets

problemas-de-pele-saiba-como-eles-atingem-a-saude-dos-pets

Quando temos um bichinho de estimação, nosso intuito é que eles estejam sempre saudáveis. Visitas de rotina ao veterinário são muito importantes e, além disso, é preciso estar atento a qualquer sinal de que algo não vai bem. Isso porque os pets não conseguem nos avisar que estão doentes.

Existem algumas enfermidades que são mais comuns aos pets, como as verminoses, a leishmaniose, a otite, entre outras. Mas saiba que as doenças de pele costumam aparecer com certa frequência.

A pele dos animais serve como uma espécie de proteção para qualquer agressão que o ambiente possa causar, independentemente se são microbiológicas ou físicas. Ela tem um papel importante no combate e prevenção a fungos e bactérias, além de impedir determinadas infecções.

Mas sem os devidos cuidados, tais como falta de higiene e alimentação inadequada, os bichinhos podem passar a desenvolver alguns problemas.

Neste artigo, vamos citar algumas das doenças de pele mais comuns. Acompanhe.

Doenças mais comuns

Impetigo

Trata-se de uma doença que costuma afetar os animais mais jovens e não é contagiosa. Além disso, é considerada uma piodermite superficial, pois as bactérias criam pequenas bolhas e elevações na pele do pet e ficam muito parecidas com espinhas.

Nos casos mais sérios, essas elevações criam um prurido.

Foliculite

É uma doença de pele que também é comum em seres humanos e isso faz com que seja muito conhecida.

Ela surge quando as bactérias invadem o folículo piloso da pele dos animais e acabam causando uma pequena inflamação. Entre todas as enfermidades de pele, essa é a mais comum em cães e gatos.

Também não é contagiosa e costuma ocorrer após alguns traumas epiteliais, que podem acontecer durante o banho e a tosa ou até mesmo em brincadeira com outros animais.

Dermatite atópica

Após a foliculite, esse é o problema de pele que mais faz com que os médicos veterinários sejam procurados. A diferença é que no caso da dermatite atópica, o problema é um pouco mais sério.

Trata-se de uma doença genética ou até mesmo infamatória e costumam surgir em animais que têm uma deficiência de ceramidas na pele. Ela é importante para manter a pele hidratada e ajuda a criar uma barreira contra esse tipo de problema.

Seborreia

Os animais que apresentam algum transtorno nas glândulas sebáceas, podem acabar desenvolvendo a seborreia. Esse problema faz com que a pele do animal escame e passe a ter muita oleosidade.

Com isso, os pets passam a ter muita coceira, queda de pelos e ressecamento. É necessário que os donos de cães e gatos se atentem, pois algumas raças específicas costumam apresentar esse tipo de problema com mais frequência.

Tratamentos mais comuns

O primeiro passo é procurar um médico veterinário para avaliar qual o caso do seu pet. Após uma consulta detalhada, o profissional poderá indicar o melhor tratamento.

É possível que seja indicado o uso de antibióticos, anti-inflamatórios e pomadas para aliviar a coceira. Os antibióticos vão ajudar a reduzir a proliferação das bactérias.

Gostou desse artigo? Para saber mais, faça o download do nosso aplicativo, disponível na Google e Apple.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Recent posts

Featured articles