Dicas para tirar boas fotos do seu pet

dicas-para-tirar-boas-fotos-do-seu-pet

Você já se deparou em revistas ou na internet com aquelas fotos perfeitas de animais de estimação e tentou imitar sem sucesso? Por inquietude dos companheirinhos ou falta de conhecimento em fotografia, muitas vezes as fotos acabam ficando imperfeitas e acabamos não tendo aquele registro especial que gostaríamos de ter.

Mas a culpa disso acontecer não é sua, nem do seu equipamento e muito menos do seu bichinho, que te ama muito e está sempre tentando lhe agradar. Muitas vezes as imagens não saem do jeito que queremos por um mero detalhe que precisamos nos atentar, e é isso que iremos mostrar a você hoje.

Confira a seguir 3 dicas para tirar boas fotos do seu pet e surpreenda-se!

1 – Ganhe a atenção e confiança do seu pet

O mundo é um lugar incrível, especialmente para os animais de estimação. Seja em casa ou em ambientes ao ar livre, existem literalmente milhões de distrações que irão chamar mais a atenção do seu bichinho do que você, por mais que eles te amem muito. Por isso, existem alguns truques se você quer que eles olhem para a sua câmera mesmo que por alguns segundos.

Pegue algum brinquedo preferido, petisco ou algo que chame a atenção ou que seu pet adore muito e não venha a negar, e posicione o mesmo próximo à câmera. Com isso, você será o foco das atenções do seu amigo (a) mesmo em ambientes movimentados.

2 – Luminosidade e movimento

Já tirou alguma foto do seu bichinho achando que seria simples e ficaria perfeita e acabou ficando escura ou borrada? Isso é apenas uma questão de configuração. As câmeras semiprofissionais e a maioria dos celulares mais modernos possuem a opção de regular o ISO, que é o índice de sensibilidade à luz e a velocidade do obturador.

ISOs mais altos (800 em diante) deixam a câmera mais sensível à luz e consequentemente são melhores para fotos em ambientes com pouca iluminação. Já os mais baixos são para ambientes bem iluminados.

Em relação à velocidade, quanto maior o número, menor será o tempo de exposição à luz, tornando mais fácil de congelar movimentos rápidos como saltos e mergulhos do seu pet. A combinação de ISO com velocidade do obturador é garantia para fotos incríveis!

3 – Enquadramento e ângulos

Aqui requer muita paciência e perseverança, principalmente se o pet estiver mais agitado. Tente explorar todos os ângulos possíveis, com diferentes posições e sempre levando em consideração fontes de luz natural como auxílio.

Deixe seu pet confortável para ajudar você nesse ponto. Tirar o máximo de fotos em todas as opções possíveis aumentará a chance de conseguir bons cliques.

Em relação ao enquadramento, é interessante usar a regra dos terços para não tirar fotos tortas. Para quem não sabe o que é, consiste em dividir o visor que a câmera oferece ou a tela do celular em três partes, escolhendo qual parte terá mais destaque e dividindo os objetos que aparecerão igualmente entre os terços para não haver desequilíbrio. Assim a foto ficará perfeita!

Se você gostou das dicas não deixe de baixar o nosso app (procure por PetIndica na Google ou Apple Store).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Recent posts

Featured articles