6 cuidados que você deve ter com o seu animalzinho no verão

cuidados-que-voce-deve-ter-com-o-seu-animalzinho-no-verao

Durante o verão, os tutores devem ter um cuidado redobrado com a saúde dos pets. Nessa época aumentam os casos de dermatites, verminoses e até de queimaduras. Confira seis cuidados que você deve ter em mente para proporcionar um verão saudável ao seu grande amigo.

Cuidado com o sol quente

1) Hora do passeio

Durante o verão, é importante estar atento na hora em que você vai levar o seu amigo para passear. Por isso, evite sair com o pet entre as 10h e às 16h, momento em que o sol é mais forte. Isso vale especialmente para locais em que o cachorro precisa pisar no asfalto, porque as temperaturas do chão podem chegar a mais de 60ºC e podem ocasionar queimaduras graves nas patinhas deles. Não adianta também colocar sapatinhos para sair para passear, já que eles aumentam a temperatura corporal do animal e podem deixá-los desconfortáveis e com mais calor.

2) Use protetor solar para animais

Os animais também podem sofrer queimaduras graves e até mesmo desenvolver câncer de pele por conta dos raios ultravioletas. Uma das melhores formas de prevenir isso é com o protetor solar veterinário. O protetor é indicado para todos os cães e, principalmente, para os de pelo curto já que ficam mais expostos ao sol. O produto deve ser passado em todo o corpo do animal antes de sair de casa.

Atenção com a hidratação

3) Sombra e água fresca

Assim como nós, os bichos também precisam se manter hidratados. Portanto, troque a água da vasilha ao menos três vezes por dia. Nos dias mais quentes é interessante colocar uma pedrinha de gelo no pote para manter a água mais fresca. Alguns animais também gostam de frutas fresquinhas como maçã, pera e banana. Consulte seu veterinário para incluir esses alimentos na dieta do seu pet.

Maior cuidado com a higiene

4) Tosa de verão

Outro hábito importante é saber quando é necessário tosar o animal. Uma das dicas para saber a hora certa da tosa é observar se o seu bichinho demonstra sentir calor. Para isso, você deve verificar se ele passa muito tempo em frente ao ventilador, se tem perda de apetite ou aparenta estar desanimado. Geralmente, isso ocorre mais em animais com pelo longo, portanto, se o seu pet se enquadra nesta categoria vale a pena redobrar a atenção. Não se esqueça, porém, de tomar cuidado com o dia em que você for realizar o procedimento. Evite levar o animal em um dia muito quente, pois a alta temperatura do ambiente no local pode fazer mal a ele.

5) Cuidado com as pulgas e carrapatosA época do verão também é o momento em que as pulgas e carrapatos se proliferam. Estas pragas podem transmitir doenças e causar feridas na pele do animal, como a dermatite alérgica, e devem ser eliminadas o quanto antes para não infestarem o ambiente. Para prevenir o problema é importante aspirar sempre a casa para eliminar possíveis ovos e lavar constantemente os paninhos e caminhas onde o animal se deita. Caso ele já esteja com pulgas o melhor a se fazer, além da higienização da casa, é passar um produto antipulgas nele.

6) Frequência dos banhos

Ainda no quesito higiene, vale lembrar que nos dias mais quentes um bom banho também ajuda a refrescar o seu peludo. Porém, nada de exagerar na quantidade: é preciso respeitar ao menos o período de uma semana entre um banho e outro para evitar que a pele fique ressecada e desenvolva alergias. Nessa hora também vale tomar alguns cuidados: não deixe cair água nos ouvidos para evitar infecções e use apenas shampoos indicados para animais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Recent posts

Featured articles