Cuidados e dicas para fazer o passeio com o seu cão mais confortável

cuidados-e-dicas-para-fazer-o-passeio-com-o-seu-cao-mais-confortavel

Não tem momento mais animado na vida de um cãozinho do que a hora que ele vê seu tutor com a guia na mão ou se dirigindo até a porta para ir passear. Diferente dos felinos que são mais caseiros (em sua maioria), os cães possuem a necessidade de explorar o mundo, marcar território e interagir com tudo e todos à sua volta.

E justamente para garantir o melhor passeio sempre para o seu companheirinho, é necessária uma certa atenção em relação a alguns aspectos que muitos negligenciam. Separamos, então, especialmente para você, estes cuidados e dicas para fazer o passeio com o seu cão mais confortável! Confira a seguir:

Planeje o tempo, a distância e o horário

Planejar o tempo de caminhada, a distância percorrida e horário é essencial para o bem-estar do cão. Dependendo da raça, idade e nível de exercício, essa distância irá variar, e deve-se cuidar para que um prazeroso passeio não se transforme numa maratona de cansaço e sofrimento para os bichinhos.
O ideal é começar com percursos menores, e ir adaptando conforme a energia que seu pet aparenta dispor para não correr o risco de estressar o bicho.
Outra questão muito importante é o horário dos passeios, que deve ser antes das 10h ou após as 17h. O calor excessivo queima as almofadas das patinhas devido a temperatura do chão, causa desconforto pelo aumento da temperatura corporal no pet, além de aumentar as chances do cão desenvolver câncer de pele.

Leve consigo todo o suporte necessário!

Seja qual distância for, é muito importante se prevenir contra quaisquer situações que possam ocorrer no percurso. Alguns itens que podem ser extremamente interessantes são:

  • Focinheira: em caso de animais estressados (seja por qual motivo for) ou que apresentem algum risco para as pessoas ou outros animais, pode prevenir situações e acidentes.
  • Porta-ração: em alguns casos, o pet pode sentir fome e começar a buscar por comida em qualquer oportunidade que apareça, como lixeiras, pássaros, insetos, outros animais mortos ou algum outro alimento que possa ser nocivo para o cão. Por isso, é importante levar consigo a comida predileta do seu amigo.
  • Bebedouro portátil: especialmente em caminhadas mais longas, o animal pode se desidratar e com isso sua fadiga aumenta consideravelmente, podendo ser até mesmo perigoso para a saúde. Por isso, é importante sempre levar água, preferencialmente em um bebedouro portátil. Levar a própria água também previne que o animal com sede beba líquidos estranhos que possam fazer mal.
Escolha a guia perfeita para o seu amiguinho

Muita gente acaba negligenciando esse fator, mas a guia é uma grande responsável por desconfortos na hora do passeio. Seja por ser do tamanho errado, do tipo que o pet não se adaptou ou qualquer outro motivo, cabe ao tutor verificar se tudo está ocorrendo da forma que deveria para que não haja problemas.

Também cabe ao tutor analisar a raça, porte e atividade do seu cão para que a escolha do tipo de guia seja a ideal e não prejudique o animal. A escolha errada de uma guia pode causar danos físicos e psicológicos severos no pet, por isso é algo que requer extrema atenção desde cedo.

Está pronto(a) para passear com o seu amiguinho? Se você gostou das dicas, não deixe de acessar o nosso site para saber mais sobre esse assunto e também baixar o nosso app!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Recent posts

Featured articles